ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SEGUNDA  27    CAMPO GRANDE 18º

Interior

Tapa no rosto antecedeu briga que terminou na morte de filho de secretária

Rapaz perdeu pulseira de entrada do bar e foi abordado por segurança

Por Clayton Neves | 16/05/2022 17:59


Um tapa dado no rosto de Pedro Henrique Evangelista Bahia Neto, de 24 anos, teria sido estopim para a confusão que terminou na morte do jovem, filho da secretária municipal de Desenvolvimento Econômico e Cultura de Jardim, Delaine Evangelista Bahia. O rapaz foi baleado por policiais militares na madrugada de domingo (15), em um bar da cidade.

Segundo a prefeita da cidade, Clediane Areco Matzenbacher, a informação que corre na cidade é a de que, momentos antes do crime, Pedro Henrique havia perdido a pulseira que dava acesso ao bar. Por causa disso, o jovem foi abordado pelo segurança e ambas passaram a discutir. No calor da briga, o funcionário agrediu a vítima com um tapa no rosto.

Irritado com a situação, o filho da secretária teria dito que “em rosto de homem não se bate”, saiu do bar e foi até o carro, onde pegou a arma de fogo. Minutos depois, Pedro Henrique voltou ao estabelecimento já com a arma em punho. “Foi uma sucessão de erros”, comentou a prefeita.

Apesar do desenrolar da situação, Clediane afirma que Pedro era um menino do bem, trabalhador e querido por todos na cidade. “Ele não era de briga.  O que aconteceu foi uma fatalidade e uma grande tragédia. A cidade parou e todos estão muito abalados, em clima de tristeza”, afirmou.

O filho da secretária foi velado na Câmara Municipal de Jardim e sepultado por volta das 10h de hoje. O homicídio será investigado pela polícia.

Pedro foi atingido por três disparos e chegou a ser socorrido para e levado para o Hospital Marechal Rondon, em Jardim, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Um boletim de ocorrência chegou a ser registrado contra o rapaz por ameaça e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido.

Nos siga no Google Notícias