ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, SÁBADO  22    CAMPO GRANDE 31º

Conteúdo Patrocinado

Energisa investiu R$ 8,8 milhões em Projetos de Eficiência Energética

Programa de Eficiência Energética faz a troca de equipamentos para evitar desperdício de dinheiro público

Por Post Patrocinado | 14/01/2022 08:30
Iluminação Pública em Bodoquena. (Foto: Energisa)
Iluminação Pública em Bodoquena. (Foto: Energisa)

As luzes da delegacia que atende ao cidadão no registro de ocorrências, da secretaria que promove políticas públicas, da escola que ensina, e do batalhão policial que trabalha pela segurança ganharam atenção e investimento da Energisa em todo Mato Grosso do Sul.

Foto Iluminação na SEDHAST_Depois. (Foto: Energisa )
Foto Iluminação na SEDHAST_Depois. (Foto: Energisa )
PEE na Superintendência Regional do DPF no Estado de MS (1). (Foto: Energisa)
PEE na Superintendência Regional do DPF no Estado de MS (1). (Foto: Energisa)



Com R$ 8,8 milhões de reais investidos em 2021, o Programa de Eficiência Energética da Energisa evitou o desperdício de energia em órgãos públicos, trazendo economia ao governo e por consequência ao bolso do contribuinte.

Na prática, o PEE - sigla para nominar o Programa de Eficiência Energética -, trabalha na substituição de luminárias e lâmpadas convencionais pelas de tecnologia LED, troca de equipamentos ineficientes e ainda ações educacionais quanto ao uso consciente e seguro da energia elétrica.

Porta-voz em Sustentabilidade da Energisa, o engenheiro especialista em Eficiência Energética, Emerson Nantes explica que primeiro é elaborado um projeto (diagnóstico energético) para saber a situação dos equipamentos existentes naquela unidade consumidora.

“Uma vez comprovada a viabilidade técnica-econômica do projeto, são providenciadas as substituições e instalações de equipamentos e dispositivos mais eficientes. Depois, é monitorado o desempenho energético daquela unidade consumidora contemplada durante um período pré-determinado”, descreve Nantes.

Dentro do Programa de Eficiência Energética são oferecidas além da elaboração de diagnóstico energético, informações sobre uso eficiente e seguro da energia elétrica através de palestras educativas, e ainda o cadastro de clientes na Tarifa Social de Energia Elétrica, substituição de equipamentos e treinamento operacional.

As entidades contempladas pelo PEE percebem a modernização dos sistemas de iluminação, condicionamento de ar, refrigeração, dentre outros, através da instalação de equipamentos mais eficientes e com Selo Procel de Economia de Energia.

“Também temos no Programa os benefícios da conscientização do cliente para a importância do combate ao desperdício de energia, a redução dos impactos sociais e ambientais, com a utilização de equipamentos eficientes com nova tecnologia e a possibilidade de postergar investimentos nos sistemas de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica”, destaca o engenheiro especialista.

Municípios contemplados 

Só no ano passado, foram substituídas  mais de 1,9 mil luminárias de iluminação pública nas cidades de Bodoquena, Nova Andradina, Caarapó, Naviraí, Itaporã, Itaquiraí, Iguatemi, Eldorado, Nova Alvorada do Sul, Ponta Porã, Douradina, Jaraguari, Jateí, Sonora e Glória de Dourados.

PEE na Superintendência Regional do DPF no Estado de MS (2). (Foto: Energisa)
PEE na Superintendência Regional do DPF no Estado de MS (2). (Foto: Energisa)

Em Dourados, a Energisa também substituiu equipamentos ineficientes e realizou ações educacionais para conscientização do uso consciente e seguro da energia elétrica na Escola Municipal Weimar Gonçalves Torres.

Na Capital, o Programa de Eficiência Energética alcançou servidores e a população atendida na Superintendência Regional do DPF no Estado de MS, na Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica – SEGOV, na Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho – SEDHAST, na Delegacia Especializada de Roubos e Furtos – DERF e no 5º Batalhão de Polícia Militar.

Ainda segundo o porta-voz em Sustentabilidade, o programa também levou às comunidades com alto índice de vulnerabilidade social de 32 municípios os conceitos de combate ao desperdício de energia elétrica e preservação do Meio Ambiente.

“Buscando o uso inteligente e seguro da energia elétrica, bem como substituição de equipamentos obsoletos".

Para 2022, o Programa de Eficiência Energética ainda está em fase de planejamento.

Quem tiver interesse em apresentar um projeto deve ficar atento à Chamada Pública de Projetos da Energisa que tem o objetivo de selecionar propostas de eficiência energética para unidades consumidoras pertencentes à área de concessão da Energisa Mato Grosso do Sul.

Ar Condicionado na SEDHAST_Depois. (Foto: Energisa)
Ar Condicionado na SEDHAST_Depois. (Foto: Energisa)


Nos siga no Google Notícias