ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, SEGUNDA  06    CAMPO GRANDE 27º

Bate Papo Empreendedor

A água e seu aprendiz: três lições que ela nos ensina

Por Heitor Castro | 04/11/2021 07:42

Existem três lições que a água nos ensina, e se inserirmos elas em nossas vidas, poderemos lapidar nosso ambiente pessoal e profissional.

A primeira delas é sobre humildade. Se pensarmos na água fluindo em um rio, ela sempre permanece baixa, ajuda todas as plantas a crescerem e mantém todos os animais vivos. A verdade é que ela não atrai qualquer atenção para si, nem precisa de qualquer prêmio ou gratidão. É modesta, e sem essa "modesta" contribuição da água, a vida como conhecemos poderia não existir, e sua humildade me ensinou algumas coisas importantes.

Me ensinou que ao invés de agir como se soubesse o que fazer ou como se tivesse todas as respostas, que está tudo bem em dizer: Não sei, quero aprender mais e preciso de alguma ajuda. Também me ensinou que ao invés de promover minhas glórias e sucessos, promover a de outros gera uma satisfação muito maior. Ensinou que ao invés de fazer coisas para que eu possa seguir adiante, é muito mais compensador e significativo ajudar outros a superarem seus desafios e serem vitoriosos também. Com a mentalidade humilde, consegui estabelecer conexões mais enriquecedoras ao meu redor, me tornei genuinamente interessado em histórias e experiências, o que as fazem únicas e mágicas, comecei a descobrir novos conceitos e novas soluções para problemas antes desconhecidos.

A segunda é harmonia. Se pensarmos na água fluindo em direção a uma rocha, ela irá fluir apenas ao seu redor. Ela não fica chateada, não fica com raiva, não fica agitada. Ao confrontar um obstáculo, a água encontra a solução de alguma forma, sem força, sem conflito algum. Pensando nisso, comecei a entender por que as vezes me sentia estressado, ao invés de lidar com harmonia no meu ambiente, eu estava trabalhando contra ele, estava forçando mudanças por ter sido consumido pela necessidade de sucesso, de provar algo a mim mesmo ou para a sociedade. No final, nem uma coisa nem outra, me frustrava ainda mais, quando mudei meu foco para alcançar mais harmonia em vez de buscar mais sucesso, eu me senti imediatamente calmo e focado novamente. Comecei a me perguntar: Essa ação trará maior harmonia para mim? Para o meu ambiente? Tudo se alinha com a minha natureza? Me senti mais seguro simplesmente sendo quem eu sou, ao invés de quem eu supostamente devesse ou esperasse ser, o trabalho ficou mais fácil, porque parei de focar nas coisas que não posso controlar e foquei somente nas coisas que eu posso. Parei de lutar comigo mesmo, e aprendi a trabalhar com meu ambiente para resolver os problemas dele, pois a natureza não tem pressa e ainda sim tudo é solucionado, assim como a água pode encontrar a solução sem força ou conflito, acredito que possamos encontrar maior senso de satisfação em nossos esforços focando em atingir mais harmonia.

A terceira lição que eu aprendi foi sobre transparência. A água esta aberta a mudanças, dependendo da temperatura, ela pode ser liquida, sólida ou gasosa. Dependendo do meio em que está ela se molda, pode ser em um bule, um copo ou um jarro. Tem o incrível poder de se adaptar, de mudar, ser flexivel, e tudo isso foi o que a tornou duradoura através dos anos, apesar de todas as mudanças nos ambientes existentes no planeta.

E nós também vivemos hoje em um mundo de constantes mudanças, as pessoas esperam de nós constantes mudanças, precisamos nos reinventar e atualizar nossas habilidades para permanecermos relevantes no nosso ambiente. Eu comecei a perceber lidando com algumas pessoas, com equipes de empresas que as pessoas que cresciam mais na carreira e mais rapidamente não foram aquelas com maior experiência, mas sim as que estavam mais abertas a aprender e a desaprender, abertas a auxiliar uma a outra, a navegar no desconhecido e crescer com isso. De alguma forma a vida é assim também, a vida nos convoca para nos posicionarmos, nos abrirmos,

Humildade, harmonia e transparência. Então, sempre que eu me sinto estressado, insatisfeito, ansioso, ou apenas sem saber o que fazer simplesmente me pergunto; O que a água faria?

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário