ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SEGUNDA  27    CAMPO GRANDE 18º

Interior

Quarto envolvido em roubo a joalheria emprestou casa da mãe para assaltantes

Francisco Pereira Silva, de 39 anos, morava em Dourados, mas foi até Maracaju ajudar no assalto

Por Adriano Fernandes e Miriam Machado | 16/05/2022 22:15


A Polícia Civil prendeu um quarto suspeito de envolvimento no assalto a uma joalheria, no Centro de Maracaju, a 159 quilômetros de Campo Grande. O roubo terminou em tiroteio no final da manhã desta segunda-feira (16). 

De acordo com a polícia, Francisco Pereira Silva, de 39 anos, morava em Dourados, mas foi até Maracaju apenas para arrumar um local para os outros três assaltantes presos passarem a noite na cidade. O endereço escolhido foi a casa da mãe do suspeito.

Pela participação no crime, Francisco recebeu R$ 500,00, sendo que uma parte do valor foi gasta para ele viajar de Dourados até Maracaju. O restante foi apreendido. Além de Francisco, estão presos Diego Santana da Silva, de 32 anos, Kelvin Castro Brito, de 20 anos, e Miqueias Brandão Pereira, de 24 anos.

O crime - Segundo a polícia, após uma denúncia anônima de que indivíduos em um veículo branco iriam praticar um roubo na cidade, policiais passaram a fazer diligências em viatura descaracterizado na área central, quando viram dois homens saindo rapidamente da loja com duas sacolas em atitude suspeita e entraram em um Cobalt branco.

Os policiais só conseguiram abordar o veículo com o trio depois de atirar nos pneus do carro. No veículo, além dos três homens, foi localizada uma pistola calibre 9 mm com 6 munições intactas. Ainda dentro do carro, a polícia encontrou relógios, correntes, pulseiras, dinheiro em espécie e celulares, todos foram apreendidos.

Nos siga no Google Notícias