ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, SEGUNDA  06    CAMPO GRANDE 24º

Interior

Pai é preso acusado de estuprar as três filhas por dois anos e alega bebedeira

Segundo a denúncia, pai teria afirmado que tiraria virgindade das meninas

Por Dayene Paz | 24/11/2021 11:09
Delegacia de Bonito, MS. (Foto: Divulgação)
Delegacia de Bonito, MS. (Foto: Divulgação)

Acusado de estuprar as três filhas menores de idade, operador de máquinas de 48 anos foi preso em flagrante pela Polícia Militar, na cidade de Bonito, a 297 quilômetros de Campo Grande. Os crimes ocorriam há cerca de dois anos, segundo a denúncia. O pai chegou a deixar marca de "chupão" no seio da filha mais nova, de 12 anos, e falava que seria o primeiro homem a ter relação sexual com as vítimas.

O operador de máquinas – que terá o nome preservado para que as vítimas não sejam identificadas – foi detido no dia 16 deste mês e teve a prisão em flagrante convertida em prisão preventiva, em 17 de novembro. Ele permanece preso, à disposição da Justiça, e o caso segue sob investigação da Polícia Civil.

De acordo com a mãe das meninas, os crimes ocorrem há cerca de dois anos. O homem passava a mão nas partes íntimas das meninas, queria sempre dormir com elas e ainda praticava sexo oral nas filhas. Além disso, a mãe afirma que o operador de máquinas dizia que ele seria o primeiro homem na vida sexual das meninas. "Falava 'a primeira vez delas tem que ser comigo'", diz a mulher na denúncia.

Na data da prisão do suspeito, a mulher disse que se sentiu ameaçada, porque o homem faltou o serviço, alegando ter uma missão para cumprir. Ela então aproveitou e chamou a Polícia Militar, acreditando que seria morta naquele dia. O operador de máquinas foi preso quando dormia no sofá da sala.

Na delegacia, confessou para a polícia que cometia o crime, relatando que abusou duas vezes de cada filha no período de um ano. Ainda justificou dizendo que bebia muita pinga e não se recordava do que fazia. O pai disse que cometia os abusos atendendo as ordens da mãe das meninas, que pedia que ele tirasse a virgindade delas, porém afirmou que não sentia prazer naquilo.

Sobre o chupão na filha de 12 anos, o operador de máquinas afirmou para a polícia que estava bêbado, acordou pelado e não se recordava do que teria acontecido.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário