ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, SEGUNDA  06    CAMPO GRANDE 24º

Interior

Homem é morto após ser filmado beijando criança

Ele foi assassinado dentro de casa. Moradores da região, revoltados, tentaram atear fogo no local e no corpo

Por Ana Oshiro | 24/11/2021 06:10
Rosinaldo foi morto com pelo menos três tiros, na casa onde vivia. (Foto: Redes Sociais)
Rosinaldo foi morto com pelo menos três tiros, na casa onde vivia. (Foto: Redes Sociais)

Rosinaldo Andrade Messias, de 41 anos, foi morto na noite desta terça-feira (23), com um tiro na nuca, à queima-roupa, dentro da casa que vivia, em Itaquiraí, a 405 km de Campo Grande. Ele foi assassinado depois que um vídeo em que ele beija uma criança durante passeio de barco circulou na cidade.

O assassinato aconteceu por volta das 20h, no Bairro Jardim Primavera, moradores da região revoltados com a situação do vídeo ainda tentaram invadir a casa de Rosinaldo e atear fogo no local e no corpo, que ainda estava dentro da residência. A polícia ainda não tem um suspeito pelo crime. No vídeo abaixo, é possível ver a movimentação em frente à casa de Rosinaldo.

Nas imagens que começaram a circular entre os moradores na segunda (22) à tarde, Rosinaldo aparece em um barco, ao lado de uma mulher que, nas redes sociais, é sua esposa desde o dia 14 de novembro, as duas filhas pequenas da companheira, uma adolescente e outra mulher. Na frente da embarcação, há dois homens. Veja o vídeo no fim da matéria.

Com duas latas de cerveja nas mãos, ele beija a enteada mais velha na boca, as duas mulheres comemoram com gritos, umas delas chega a dizer "aí ó, gostou". Em seguida, Rosinaldo beija a cabeça da menina e a filmagem, que era feita pela esposa de Rosinaldo, termina. O passeio de barco teria acontecido no Rio Paraná, no local conhecido como Prainha da Amizade, em Itaquiraí.

Com a repercussão do vídeo na cidade, Rosinaldo chegou a ser levado para a delegacia, que abriu investigação contra ele por estupro de vulnerável. A morte de Rosinaldo está sendo investigada como homicídio simples.


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário