ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEXTA  12    CAMPO GRANDE 26º

Interior

Após confraternização, homem é encontrado morto em lagoa

Caso foi registrado como morte a esclarecer pela Polícia Civil de Sete Quedas

Por Dayene Paz | 27/06/2022 08:01
Caso está sob responsabilidade da Delegacia de Polícia Civil de Sete Quedas. (Foto: Divulgação/PC)
Caso está sob responsabilidade da Delegacia de Polícia Civil de Sete Quedas. (Foto: Divulgação/PC)

Valdemar Januário da Silva, de 59 anos, foi encontrado morto, com corpo submerso na lagoa de uma propriedade rural, neste domingo (26), em Sete Quedas, a 468 quilômetros de Campo Grande. Perícia constatou que ele estava segurando um isqueiro nas mãos e o caso foi registrado como morte a esclarecer.

Conforme informações que constam em boletim de ocorrência, Valdemar estava em uma confraternização na noite do dia anterior, sábado (25), em uma propriedade rural perto de onde foi encontrado morto. Testemunhas afirmam que Valdemar teria informado que iria embora por volta das 20 horas, no entanto, o filho estava na festa e contou que não viu o pai se despedir.

No outro dia, o filho ligou para um dos amigos de Valdemar, informando que o pai não havia aparecido em casa. Eles passaram a fazer buscas e localizaram o corpo submerso na lagoa. O filho contou que Valdemar não tinha inimigos e que não presenciou briga ou discussão. Ele também revelou que o pai bebia diariamente, fumava e tinha problemas médicos relacionados a pressão alta.

Na retirada do corpo, a perícia constatou que Valdemar segurava um isqueiro em uma das mãos. Não foi possível ver sinais de violência pela situação de rigidez cadavérica, portanto, a causa da morte será investigada pela Polícia Civil de Sete Quedas.

Nos siga no Google Notícias