ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SEGUNDA  27    CAMPO GRANDE 18º

Cidades

“Sou inocente”, diz preso pelo assassinato do ator de Chiquititas

Paulo Cupertino, acusado de matar Rafael Miguel e os pais do garoto, foi preso hoje, após passagem por MS

Por Anahi Zurutuza | 16/05/2022 18:20
Paulo Cupertino durante entrevista na porta da DHPP de São Paulo (Foto: G1/Reprodução)
Paulo Cupertino durante entrevista na porta da DHPP de São Paulo (Foto: G1/Reprodução)

Preso em São Paulo (SP), depois de três anos foragido e passagem por Mato Grosso do Sul, Paulo Cupertino Matias, acusado de matar o ator da novela Chiquititas, Rafael Miguel, e os pais do garoto, diz ser inocente. Ele afirmou ainda que a verdade ainda vai aparecer.

“Eu sou inocente. A minha filha me condena, mas vamos esperar a Justiça para saber a verdade. Olha minha filha ontem e olha hoje”, disse na porta do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa), na capital paulista, conforme registrado em vídeo pela imprensa local.

Conforme investigado pela polícia de São Paulo, Cupertino assassinou Rafael Miguel, aos 22 anos, e os pais do ator, João Alcisio e Miriam Selma, a tiros, no dia 9 de junho de 2019. Enquanto estava foragido, ele passou por cidades de Mato Grosso do Sul.

Com vários documentos ligados a Mato Grosso do Sul, como certidão informando nascimento em nome de Manoel Machado da Silva, de Rio Brilhante, e CPF (Cadastro de Pessoa Física) expedido em Ponta Porã, Cupertino morou em um sítio em Eldorado por cerca de oito meses. Mas, ao saber que havia sido descoberto pela polícia, conseguiu fugir novamente.

Nesta segunda-feira, conforme o G1, equipe da 6ª. Seccional recebeu informação de que Cupertino estava em endereço no Jardim Miriam, Zona Sul de São Paulo. Incluído na Difusão Vermelha da Interpol, o homem era o primeiro nome da lista dos criminosos mais perigosos e procurados de São Paulo.

Rafael Miguel fez sucesso na novela Chiquititas, no SBT, com o personagem “Paçoca”, entre os anos de 2013 e 2015. Ele e a família foram surpreendidos ao chegarem na casa da namorada do ator, filha de Cupertino. Conforme apurado, o suspeito de assassinato não aceitava o relacionamento.

Nos siga no Google Notícias